• Get Adobe Flash player
  • Contador de visitas ACESSOS AO BLOG

    sábado, 12 de agosto de 2017

    Policial da Core morto no Jacarezinho será enterrado no Dia dos Pais .

    12/08/2017 16:09:52 
    Inspetor tinha um filho pequeno. Bruno Guimarães Buhler, de 36 anos, era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil. 12/08/2017 16:09:52
    Rio - O  policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) Bruno Guimarães Buhler, de 36 anos, morto durante operação no Jacarezinho, será enterrado neste domingo, às 10h30, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, no Dia dos Pais. Ele deixa um filho pequeno. 
    Bruno Guimarães Buhler morreu em operação na Favela do Jacarezinho
    O inspetor policial, conhecido como Xingu, era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil, onde estava há sete anos. Ele entrou para a Core em 2014.
    "Nossa solidariedade à família e aos amigos. E nosso reconhecimento pelos sete anos dedicados ao trabalho policial. Descanse em paz, Guerreiro-Herói: você viveu e morreu combatendo o bom combate", diz nota da Polícia Civil.
    A investigação da morte de Xingu está a cargo da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD).  O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem à prisão do assassino de Buhler. O agente era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil.
    As denúncias podem ser enviadas pelo Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo do DD/Rio. O anonimato é garantido.Policial da Core morto no Jacarezinho será enterrado no Dia dos Pais
    Inspetor tinha um filho pequeno. Bruno Guimarães Buhler, de 36 anos, era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil
    12/08/2017 11:43:51 - ATUALIZADA ÀS 12/08/2017 16:09:52
    O DIA
    Rio - O  policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) Bruno Guimarães Buhler, de 36 anos, morto durante operação no Jacarezinho, será enterrado neste domingo, às 10h30, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, no Dia dos Pais. Ele deixa um filho pequeno. 
    Bruno Guimarães Buhler morreu em operação na Favela do JacarezinhoReprodução Internet
    O inspetor policial, conhecido como Xingu, era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil, onde estava há sete anos. Ele entrou para a Core em 2014.
    "Nossa solidariedade à família e aos amigos. E nosso reconhecimento pelos sete anos dedicados ao trabalho policial. Descanse em paz, Guerreiro-Herói: você viveu e morreu combatendo o bom combate", diz nota da Polícia Civil.
    A investigação da morte de Xingu está a cargo da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD).  O Disque-Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem à prisão do assassino de Buhler. O agente era considerado um dos maiores atiradores de elite da Polícia Civil.

    A TODA FAMÍLIA DEIXAMOS OS NOSSOS SINCEROS SENTIMENTOS, PELA PERDA  DE MAIS UM HÉROI, QUE TOMBA  EM DEFESA DA SOCIEDADE .
    DESCANSE EM PAZ BRUNO !

    0 comentários :

     
    contador de visitas gratis ACESSOS AO BLOG
    Blogger